São Paulo, SP
(11) 99244-4278
tnobile.marketing@gmail.com

Por que você deveria fazer uma live?

Por que você deveria fazer uma live?

Nossa forma de comunicação sempre vem evoluindo, da mesma forma com que a utilizamos para conseguir engajar nossos clientes.

Dentre as diversas formas que temos a disposição, talvez uma que se destaque é a opção de vídeo.

Um vídeo que seja minimamente bem produzido e curto tem grandes chances de conseguir captar a atenção de muita gente.

Afinal, você não precisa ler nada.

Não precisa forçar a visualização e praticamente qualquer dispositivo consegue rodar, por menor que seja.

Muitas vezes, basta apenas um par de fones e um assento confortável.

Porém, hoje não iremos falar exatamente sobre vídeos.

Vamos dar um passo à frente, abordar a evolução deste tipo de conteúdo: As livestreams.

Falaremos como funcionam esses eventos ao vivo, que benefício trazem, em que plataforma você deve focar, conteúdo ideal, etc.

Então não perca o que temos para falar, este é um assunto muito interessante que irá expandir seu leque de possibilidades para engajar seu público e, caso pensem que as pessoas não assistem este tipo de conteúdo ao vivo, vocês precisarão rever seu conceito após ler o texto.

O que é uma live?

Sendo bem direto, uma livestrem é um evento ao vivo transmitido de algum dispositivo que tenha conectividade com a internet, visando interação entre o público e seu interlocutor.

Para simplificar mais ainda para os que ainda estão confusos, imagine a ligação por vídeo do WhatsApp, só que ao invés de falar com uma pessoa, você está sendo visto por várias.

Bem no estilo de uma palestra, só que você estando no conforto de sua casa.

Muitos produtores de conteúdo, principalmente aqueles que possuem foco em vídeo, vira e mexe fazem uma live.

Claro que isso varia dependendo do tipo de conteúdo, mas é um bom artifício para, pelo menos, conversar com seus seguidores.

E não pense que este tipo de atividade não atrai muita gente, é o inverso!

Para você ter uma noção, dizem que até 2021 a indústria de livestream chegará a valer 70.05 Bilhões de dólares.

Mas, caso queira “ver com seus próprios olhos”, basta entrar em qualquer plataforma que oferece esse tipo de serviço e observar.

Tem live que consegue alcançar mais de 5.000 pessoas, tudo depende do canal, tipo de conteúdo, qualidade, etc.

Imagina a visualização positiva que isso não daria para seu negócio!

Tipos de conteúdo e seus benefícios

Agora que você sabe um pouco sobre como tudo funciona e sua popularidade, talvez já esteja empolgado para colocar a mão na massa.

Entretanto, vamos com calma, primeiro, precisamos saber que tipo de conteúdo funciona em um evento ao vivo. Não podemos transmitir qualquer coisa, certo?

Da mesma forma que abordamos na introdução deste post, uma das formas mais básicas de se utilizar uma live, é um bate papo.

É bem simples de se fazer, já que você só precisa de uma câmera e microfone bons.

Dependendo do notebook ele poderá ser usado sem problemas, até mesmo um celular de qualidade pode ser usado como webcam.

O importante aqui é ter uma qualidade decente para não afastar as pessoas de sua live, afinal, ninguém vai querer assistir algo mal produzido, não é mesmo?

Essa proximidade que você terá perante a seus seguidores é algo imensurável.

Já falamos várias vezes por aqui o quão é importante ter um relacionamento mais próximo, as pessoas tendem a confiar mais em quem elas já conhecem.

Transparência é uma ótima forma de obter este tipo de confiança, além de que você poderá tirar dúvidas! Já que este é um evento ao vivo, provavelmente seu público tem alguma pergunta para você.

Nada melhor do que ter a chance de responder para eles de uma forma direta.

No fim das contas, seu público vai acabar conhecendo você melhor, tendo menos uma visão de que você só está ali pelo dinheiro deles.

Porém, o mais legal é que você vai acabar conhecendo melhor eles!

Podendo receber um feedback instantâneo, saber quais dúvidas são mais frequentes e poder deixar estas questões mais claras, etc.

Agora, para um tipo de conteúdo mais diferenciado, tudo vai depender do seu tipo de negócio.  

Por exemplo: Você é um desenhista que trabalha de forma autônoma e quer conseguir divulgar melhor seus trabalhos.

Basta fazer uma live desenhando, tem muitos outros artistas que fazem a mesma coisa e muita gente adora!

Você é do ramo da gastronomia?

Porque não ensinar uma receita simples ao vivo? Até mesmo se você tiver um negócio voltado para o jornalismo.

Também é possível fazer uma livestream discutir algum tema interessante. Olhe o site Omelete como inspiração, eles sempre discutem algo a respeito de cinema, série, quadrinhos, coisas nerd em geral.

Há muitas possibilidades, só precisamos pensar no que funciona, pois não se pode fazer qualquer tipo de transmissão.

Para isso você precisa analisar bem o que seu público teria interesse em ver.

Pesquisar, fazer testes é muito importante para distinguir o que dá certo e o que não.

Ter um roteiro de como será estruturada a live é crucial para sua organização.

Imagina se no meio da transmissão você congela sem saber o que fazer, ou tinha algo importante que você deveria passar para seus seguidores, mas esqueceu na hora.

Pelo menos utilize alguns post-it para lhe ajudar, só não faça as coisas sem nenhum preparo.

Outro aspecto importante de conseguir criar esta variedade de conteúdo, é fazer com mais pessoas.

Quem sabe uma parceria? Ter um debate sobre algum tema em que as duas pessoas tenha pontos de vistas interessantes para ser abordado e discutido entre vocês e seu público.

Dito isso, precisamos descobrir onde podemos fazer esses eventos ao vivo.

Plataformas de livestream

Existem diversas plataformas em que você pode fazer suas livestreams, temos várias que já estão mais consolidadas e novas que vem ganhando espaço e notoriedade. Porém, hoje vamos focar nas mais simples e que provavelmente você já conheça.

Sendo assim, você poderá começar de algum lugar mais familiar.

Posteriormente, caso queira, optar por outro que talvez se adeque mais ao seu perfil.

O mais simples e prático que temos é o Facebook Live.

Utilizando ele você pode fazer um evento ao vivo para todos os seguidores que curtiram a sua página. É uma ferramenta do próprio Facebook e que está sendo bem explorada.

Não é complicado de configurar. Sua página ficará ainda mais visível para aqueles que ainda não a curtiram, pois a pessoa pode navegar por sua página sem deixar de assistir a live.

Basta pedir para seus seguidores divulgarem a live para outros amigos.

Bom ressaltar que as lives no Facebook tem um limite de duração, então talvez fazer algo muito elaborado não seja o ideal. Pense bem antes para aproveitar os 90 minutos que eles disponibilizam.

Caso você tenha um canal no Youtube e já tenha uma base boa de inscritos, fazer sua transmissão nessa plataforma é uma boa ideia.

O melhor é que após o término da live, ela fica salva como vídeo para quem não pôde assistir ao vivo. Então, você ainda poderá continuar ganhando visualizações por aquele conteúdo.

E aqui, não há limite para a duração, dá para encontrar lives de 40 minutos até 5 horas.

O único trabalho que você terá vai ser para configurar, já que para fazer um evento ao vivo é preciso utilizar algum software adequado, saber configurar é importante, por isso existem muitos tutoriais na internet que você pode utilizar.

Outra opção simples que poderia lhe servir muito bem seria o Instagram. Sim, o Instagram também possui uma forma de fazer livestream.

E como esta plataforma tem 1 bilhão de usuários ativos por mês, não poderia ser desperdiçada esta chance, certo?

Ela funciona da mesma forma que o Instagram Stories, só que, obviamente, ao vivo, e as pessoas podem comentar simultaneamente.

Mas fique atento! Sua live vai durar apenas  90 minutos e após 24 horas no ar, ele será apagado (exatamente como o Stories funciona).

Então você pode interagir com seus seguidores sem nenhum problema. Basta um celular com uma câmera de qualidade e ter uma boa internet.

Sempre planeje bem o seu primeiro passo

Como já dissemos antes, existem muitos outros tipos de plataformas para que você possa fazer suas transmissões.

Se prepare bastante antes, analise qual é a que promove uma melhor disposição para você e seus seguidores.

Uma outra boa maneira de descobrir é perguntando diretamente para eles, veja qual a maioria prefere.

Outro ponto que deve ganhar atenção, seria sobre outras formas de poder engajar seu público.

Como você deve tratá-los e como poder conseguir ganhar sua confiança não só através das lives, mas para isso, acompanhe nosso blog!

Toda semana temos novos posts com conteúdo variados, tenha certeza de passar por aqui para dar uma olhada, garantimos que você não irá se arrepender!

Também não esqueça de compartilhar e deixar um comentário. Queremos saber o que acharam do tema de hoje, se pretendem começar a fazer lives, críticas, sugestões, dúvidas, etc.

 

Um comentário

  1. […] campeão de acessos requer bastante conhecimento sobre como utilizar corretamente as hastags, fazer livestream, ou até mesmo avaliar o motivo do seu perfil não estar […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *